Menopausa precoce. Saiba reconhecer os sinais.

Menstruação irregular, ondas de calor, cansaço, secura vaginal, alteração de humor, perda de libido — estes podem ser sintomas de menopausa. Mas, doutor, eu tenho 35 anos… Pois bem, existe grande chance de você estar passando pela menopausa precoce.

Ao contrário da menopausa, que costuma gerar os sintomas depois dos 50 anos, os primeiros sintomas da menopausa precoce acontecem antes dos 45 anos e podem pegar muitas mulheres de surpresa, principalmente aquelas que estão tentando engravidar.

O diagnóstico

Teve ou tem os sintomas relatados acima? Então procure seu ginecologista para que ele realize exames como os de hormônios FSH, estradiol e prolactina.

Caso não existam sintomas, o envelhecimento prematuro dos ovários é geralmente diagnosticado apenas quando a mulher está tentando engravidar e tem dificuldade ou quando realiza tratamentos com hormônios para avaliar a fertilidade.

O envelhecimento prematuro dos ovários também pode causar outros problemas, como: aumento das chances de aborto, má qualidade dos óvulos que restam ou mais chances de doenças genéticas, risco aumentado para desenvolver doenças cardíacas ou ósseas como osteoporose e mais tendência à depressão ou ansiedade.

As causas

Estas são as principais causas da menopausa precoce:

  • Mãe ou avó com histórico de menopausa precoce;
  • Doenças autoimunes;
  • Deficiências enzimáticas como a galactosemia, doença genética causada pela falta da enzima galactose;
  • Quimioterapia e exposição exagerada à radiação, como ocorre na radioterapia, ou a certas toxinas como as do cigarro ou dos pesticidas;
  • Algumas doenças infecciosas como caxumba, infecção por Shigella e malária, podem também provocar a menopausa precoce, ainda que raramente.

Além disso, a retirada cirúrgica dos ovários em casos de tumor ovariano, doença pélvica inflamatória ou endometriose, por exemplo, também provoca a menopausa precoce na mulher, pois não existem mais ovários para produzir estrogênio no corpo.

O tratamento

A reposição hormonal é o tratamento indicado para casos de menopausa precoce. Ela é feita com o uso de medicamentos à base do hormônio estrogênio, responsável por regular o ciclo menstrual e prevenir complicações como osteoporose e doenças cardíacas, mais frequentes em mulheres com menopausa precoce.

Além disso, é importante praticar regularmente atividade física e ter uma alimentação equilibrada, evitando o consumo de doces, gorduras e produtos processados como bacon, salsicha e comida congelada, para evitar o ganho de peso excessivo. Recomenda-se aumentar o consumo de alimentos integrais, sementes e produtos de soja na dieta, pois eles auxiliam na regulação hormonal.

Fique atenta

Em muitos casos, a menopausa precoce é uma razão médica para mulheres recorrerem ao congelamento de óvulos para manutenção da fertilidade. Converse sempre com seu médico.